Secretaria - Governo

imagem da secretaria

Secretário Nelson Copetti

Secretaria Municipal de Governo

Secretário Nelson Copetti

Telefone: 3331-8200

Endereço: rua Benjamin Constant, 429, Centro
Horário de atendimento: 8h30 às 11h30 - 13h30 às 17h
 

Competências da Secretaria (conforme LEI 5.743 - 22 DE MARÇO 2013):

CAPÍTULO II

DA SECRETARIA MUNICIPAL DE GOVERNO
 
 
Art. 19.  A Secretaria Municipal de Governo é o órgão do Município que tem por competência:
 
I - promover a articulação política-administrativa entre os Órgãos que compõem a estrutura organizacional interna do Poder Executivo;
 
II - prestar assessoria especializada ao Prefeito nas diversas áreas da Administração, especialmente através da emissão de análise técnica sobre atos de gestão administrativa;
 
III - coordenar a atuação administrativa visando atender aos objetivos e metas de governo;
 
IV - desenvolver processo contínuo e permanente de modernização administrativa, com vistas à integração, racionalização e eficiência das rotinas, métodos e processos de trabalho, no âmbito da Administração Direta do Executivo Municipal;
 
V - planejar, programar, controlar, fiscalizar e avaliar os resultados na atuação administrativa;
 
VI - coordenar permanente processo de transparência na atuação administrativa;
 
VII - manter sob a sua responsabilidade, a guarda de documentos e processos de natureza reservada do Executivo;
 
VIII - receber, registrar, dar andamento e acompanhar os expedientes recebidos da Câmara de Vereadores;
 
IX - acompanhar, junto ao Poder Legislativo Municipal, o andamento de projetos de lei de interesse do Município;
 
X - verificar os prazos dos processos legislativos e providenciar a instrução técnica tempestiva das sanções, promulgações, publicações e vetos aos projetos de lei a serem promovidas pelo Prefeito;
 
XI - articular, coordenar e gerenciar ações de defesa civil no Município;
 
XII - articular, coordenar e gerenciar ações de defesa do consumidor;
 
XIII - promover o desenvolvimento e o controle do pessoal lotado no Órgão, controlar e gerenciar o seu respectivo orçamento e os bens patrimoniais afetos;
 
XIV - desempenhar outras competências afins.
 
Art. 20.  A Secretaria Municipal de Governo se apresenta internamente estruturada através das seguintes coordenadorias, núcleos e serviços:
 
I - Coordenadoria de Ação Governamental:
 
a) Núcleo de Gestão:
1. Serviço de relacionamento com a Câmara;
2. Serviço de controle e modernização administrativa;
3. Serviço de transparência;
b) Núcleo Administrativo:
1. Serviço de redação legislativa e de atos administrativos;
2. Serviço de Arquivo e Documentos;
3. Serviço de Protocolo;
4. Serviço administrativo interno da Secretaria;
5. Serviço de Copa, Cozinha e Limpeza de próprios municipais;
6. Serviço da Junta do Serviço Militar;
 
II - Coordenadoria de Defesa Civil:
 
a) Serviço de Prevenção de Desastres;
b) Serviço de Preparação para Emergências e Desastres;
c) Serviço de Resposta aos Desastres;
d) Serviço de Reconstrução;
 
III - Coordenadoria de Defesa do Consumidor - PROCON:
 
a) Serviço de assessoramento em políticas de defesa do consumidor;
b) Serviço de atendimento, orientação e acompanhamento das demandas dos consumidores;
c) Serviço de orientação geral ao consumidor.
 
 
SEÇÃO I
DA COORDENADORIA DE AÇÃO GOVERNAMENTAL
 
 
Art. 21.  A Coordenadoria de Ação Governamental tem por finalidades básicas planejar, propor, articular e controlar a coordenação e a transparência dos sistemas administrativos de gestão centralizada, em especial aqueles relativos à modernização administrativa, tecnologia da informação, processo legislativo no âmbito do Poder Executivo e demais sistemas administrativos necessários ao funcionamento da Administração Municipal; articular o relacionamento com a Câmara de Vereadores em questões que envolvam a gestão administrativa do Município; prestar assistência e promover a organização, a execução, o acompanhamento e o controle das atividades-meio da Secretaria, compreendendo a elaboração de normas e procedimentos a serem cumpridos quando da execução dos serviços de redação legislativa e de atos administrativos, arquivo de documentos, copa, cozinha e limpeza de próprios municipais e Junta do Serviço Militar; desempenhar outras competências afins.
 
 
SEÇÃO II
DA COORDENADORIA DE DEFESA CIVIL
 
 
Art. 22.  A Coordenadoria de Defesa Civil tem por competência estudar e assessorar tecnicamente na identificação, planejamento e implantação de medidas de prevenção de desastres; elaborar mapeamento contendo as áreas propícias à ocorrência de escorregamentos de grande impacto ou processos geológicos correlatos; elaborar plano de contingência e instituir núcleos de defesa civil, de acordo com os procedimentos estabelecidos pelo órgão coordenador do Sistema Nacional de Defesa Civil - SINDEC; elaborar plano de implantação de obras e serviços para a redução de riscos; criar mecanismos de controle e fiscalização para evitar a edificação em áreas propícias à ocorrência de escorregamentos de grande impacto ou processos geológicos correlatos; elaborar carta geotécnica de aptidão à urbanização, estabelecendo diretrizes urbanísticas voltadas para a segurança dos novos parcelamentos do solo urbano; gerenciar os recursos humanos, financeiros e técnicos alocados na prevenção e recuperação de áreas atingidas; cumprir e fazer cumprir obrigações, prazos, metas e objetivos; gerenciar instrumentos e ferramentas de gestão capazes de garantir a eficiência, eficácia e efetividade em suas tarefas; zelar pela observância da legislação e dos princípios aplicáveis; desempenhar outras competências afins.
 
Parágrafo Único - A regulamentação, criação e definição de competências das demais unidades integrantes do sistema municipal de defesa civil constarão em legislação específica.
 
 
SEÇÃO III
DA COORDENADORIA DE DEFESA DO CONSUMIDOR - PROCON:
 
 
Art. 23.  A Coordenadoria de Defesa do Consumidor - PROCON é órgão que tem como finalidade assessorar na formulação de políticas do Sistema Municipal de Proteção do Consumidor; realizar estudos e planejar a implantação de medidas de orientação aos consumidores; planejar ações, elaborar, coordenar e executar a política municipal de defesa do consumidor, em conformidade com a política nacional de proteção ao consumidor; receber, analisar, avaliar e encaminhar consultas, denúncias ou sugestões apresentadas por entidades representativas ou pessoas jurídicas de direito público ou privado; manter cadastro atualizado das reclamações; funcionar como instância de julgamento no processo administrativo; prestar aos consumidores orientação permanente sobre seus direitos e garantias; informar, conscientizar e motivar o consumidor através dos diferentes meios de comunicação, da promoção de palestras, campanhas, feiras, debates e outras atividades correlatas; atuar junto ao sistema municipal de ensino, visando à inclusão do tema educação para o consumo nas disciplinas já existentes; solicitar à polícia judiciária a instauração de inquérito policial para a apreciação de delito contra os consumidores, nos termos da legislação vigente; representar ao Ministério Público competente para fins de adoção de medidas processuais no âmbito de suas atribuições; levar ao conhecimento dos órgãos competentes as infrações de ordem administrativa que violarem os interesses difusos, coletivos, ou individuais dos consumidores; incentivar e apoiar a criação e a organização de associações comunitárias de defesa do consumidor; auxiliar a fiscalização de preços, abastecimento, quantidade e segurança de bens e serviços; colocar a disposição dos consumidores mecanismos de informação dos menores preços dos produtos básicos; gerenciar os recursos humanos, financeiros e técnicos alocados na defesa do consumidor; cumprir e fazer cumprir obrigações, prazos, metas e objetivos; celebrar termo de compromissos e ajustamentos de conduta dentro de suas competências; gerenciar instrumentos e ferramentas de gestão capazes de garantir a eficiência, eficácia e efetividade em suas tarefas; zelar pela observância da legislação e dos princípios aplicáveis; desempenhar outras competências afins.
 
Parágrafo Único - A regulamentação, criação e definição de competências das demais unidades integrantes do sistema municipal de defesa do consumidor - SMDC constarão em legislação específica.
 
 

Dados gerais para o acompanhamento de programas, ações, projetos e obras das secretarias

(conforme LEI Nº 5844, DE 04 DE NOVEMBRO DE 2013).

 


Programas

  • Aeroporto

    imagem do programa

    Após muitas críticas a respeito da ampliação ou não do Aeroporto Municipal João Batista Bós Filho, as obras começaram. O cercamento e a construção de uma nova casa de passageiros estão em andamento. E essas duas obras são apenas o começo do que se está se buscando: voos regulares no município. Outro ponto é…

    Continuar lendo
  • Defesa Civil

    imagem do programa

    As atribuições da Coordenadoria de Defesa Civil de Ijuí reúnem as seguintes ações:

    - Serviço de Prevenção de Desastres;

    - Serviço de Preparação para Emergências e Desastres;

    - Serviço de Resposta aos Desastres;

    - Serviço de Reconstrução (NR).

    Clique aqui e saiba mais

    Continuar lendo


  • Programa Viva a Vida

    imagem do programa

    O Programa Viva a Vida Livre das Drogas acontece em Ijuí desde junho de 2009 e visa o combate às drogas. Devido ao crescimento na comercialização das drogas, em especial o crack, a atenção das autoridades públicas e das entidades representativas da sociedade civil, voltaram-se ao combate desta problemática,…

    Continuar lendo


Notícias relacionadas