Alagamentos impõem desafios a todos os municípios

Solução passa por investimentos em infraestrutura e, também, pela conduta proativa do cidadão na destinação correta de resíduos


Acervo do Demasi: investimentos permitiram solucionar ponto de alagamento no bairro Alvorada

Alagamentos impõem desafios a todos os municípios


Falar na solução dos problemas urbanos é falar na partilha de responsabilidades. As soluções dos problemas, via de regra, não dependem unicamente do Poder Público. O cidadão também tem seu papel e precisa assumir sua responsabilidade. A observação foi feita pelo diretor-presidente do Departamento Municipal de Saneamento de Ijuí (Demasi), Enio dos Santos, ao avaliar os cenários de alagamento vistos em muitos municípios e, até mesmo, em grandes capitais do País. “Como podemos acompanhar pelos meios de comunicação, incluindo as redes sociais, muitos municípios têm sofrido com alagamentos, o que causa transtornos e prejuízos a sociedade como um todo”, frisa.

Em Ijuí, segundo Enio dos Santos, em que pese todos os investimentos que vêm sendo feitos pela Administração Municipal, ainda há situações pontuais. Muitas vezes por conta de construções feitas em áreas de risco, especialmente no caso dos arroios do Moinho e Matadouro ou mesmo em cima da canalizações pluviais”, pontua. De acordo com o presidente do Demasi, muitas pessoas desrespeitam à legislação e o Plano Diretor e, posteriormente, reclamam das consequências advindas dessa conduta e querem que o Poder Executivo dê soluções. “Em 2017 quando assumimos a direção do Demasi, juntamente com o prefeito Valdir Heck, colocamos como prioridade do Plano de Governo, o enfrentamento aos alagamentos em nosso município e nesse sentido estamos trabalhando”, afirma.

A estratégia, segundo o gestor do Demasi, foi planejar o trabalho em etapas: primeiro a limpeza das bocas-de-lobo e desobstrução de canalizações pluviais, o que ocorre mensalmente; na sequência vem a manutenção e/ou conserto das canalizações rompidas; depois, a realização dos investimentos na realização de canalizações pluviais novas, além da reformas de outras; aquisição de equipamentos, caminhão e retroescavadeira; além disso, também, está sendo enviado à Câmara de Vereadores, um projeto na área de Educação Ambiental.

Outro ponto destacado pelo diretor-presidente do Demasi, diz respeito à renovação do contrato de trabalho com a Companhia Rio-Grandense de Saneamento (Corsan). A ideia, segundo Enio dos Santos, é buscar, para o município, o ressarcimento de valores, por conta de danos causados pelas obras de implementação de rede de esgoto e canalização de água. “Queremos aplicar esses valores na revitalização da pavimentação seja do asfalto, seja do calçamento. Essas todas são metas do Plano de Saneamento Básico  (Plansab)”, pondera.

Enio dos Santos informa, ainda, que até dia 12 de junho próximo, serão licitados investimentos em novas canalizações pluviais, reforma de galerias, novo galpão para resíduos de pneus  e vidros e ampliação do galpão do transbordo, cujos investimentos chegam ao valor de RS 905.000,00. “O Demasi está fazendo sua parte nas áreas de resíduos de lixo, esgoto, água , canalizações pluviais, para reduzir cada vez mais os pontos de alagamento. Mas é importante o cidadão a dele também, dando destino correto aos resíduos”, conclui.


Veja nossos canais de contato

Fale com a prefeitura


  • Rua Benjamin Constant, 429 - Centro
  • Contato (55) 3331-8200
  • Horário de atendimento: De segunda à sexta das 8h30 às 11h30 e 13h30 às 17h.