Futuro do Rio Grande do Sul é debatido em encontro com a Famurs durante a ExpoIjuí


Futuro do Rio Grande do Sul é debatido em encontro durante a ExpoIjuíO Auditório do Centro Administrativo, localizado no Parque de Exposições Wanderley Burmann, onde acontece a ExpoIjui/Fenadi 2015, foi sede da nona rodada de debates do projeto “RS 2030”, promovido pela Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs).

O encontro contou com a participação de prefeitos e representantes de entidades de municípios da Associação de Municípios do Planalto Médio do Rio Grande do Sul (Amuplam), que tem como presidente o prefeito Fioravante Ballin, Associação dos Municípios das Missões (AMM) que tem como presidente o prefeito de Giruá, Angelo Fabian Duarte Thomas e Associações dos Municípios da Grande Santa Rosa (Amgsr), que tem como presidente o prefeito de Três de Maio Olívio José Casali.

O projeto RS 2030 oportuniza o debate de ideias e propostas capazes de levar o Estado e os municípios gaúchos ao crescimento, desenvolvimento e fomento na qualidade de vida.

As atividades foram conduzidas pelo coordenador do RS 2030, o prefeito de Canoas Jairo Jorge. O coordenador explicou que dez encontros serão realizados em todo o estado, com a finalidade de abranger os 497 municípios gaúchos.

 “A ideia do projeto é pensar o Rio Grande do Sul nos próximos 15 anos. O que fazer para que o Estado saia desse momento difícil que está enfrentando. Depois do projeto percorrer todo o RS, especialistas discutirão soluções referentes a 16 áreas temáticas. Todas as demandas relativas às áreas de desenvolvimento, infraestrutura, cidadania, economia e gestão serão organizados em um livro, que será apresentado em um seminário, agendado para abril de 2016. Esse material será entregue aos dirigentes de entidades e lideranças políticas de todo o Estado” afirmou Jairo Jorge.

De acordo com o prefeito Ballin, esse debate vai trazer inúmeros resultados positivos, que vão estimular o desenvolvimento de diversas regiões do Rio Grande do Sul.

Depois de apresentadas às demandas e sugestões das lideranças, Ballin finalizou o encontro apontando três questões que, segundo ele, devem ser priorizadas. A primeira é a realização de uma reunião com o Governo do Estado e lideranças da região de Santo Ângelo na primeira quinzena de novembro, com a finalidade de retomar o mais breve possível o funcionamento do Aeroporto Regional de Santo Ângelo.

A segunda questão apontada como prioridade por Ballin é dar atenção especial à demanda apontada pela Unijui, que busca a implantação de um laboratório de análise de qualidade do leite em Ijuí.

E a terceira questão é relacionada à implantação do curso de medicina em Ijuí. Segundo Ballin, independente do resultado do Ministério da Educação (MEC), em trazer o curso de medicina pela Unijui ou pela Universidade Estácio de Sá, o município vai continuar batalhando pela instalação de um campus da Universidade Federal Fronteira Sul (UFFS) em Ijuí. “O município de Ijuí, assim como a região, não merece esperar mais pela implantação do curso de medicina. Nós já estamos sofrendo com a falta desses profissionais, e há oito anos lutamos para trazer o curso á Ijuí através da UFFS, e nossa luta vai continuar e ganhar a cada dia mais força”.

Para finalizar, Ballin agradeceu a presença do prefeito de Canoas e Coordenador do projeto “RS 2030” Jairo Jorge, e o parabenizou pelo trabalho realizado frente ao projeto.
O prefeito solicitou ainda que a partir de agora seja realizada uma reunião por mês, incluindo a participação da Associação dos Municípios da Região Celeiro (Amuceleiro) com a finalidade de dar força às discussões referentes às demandas regionais.

Futuro do Rio Grande do Sul é debatido em encontro durante a ExpoIjuí


Veja nossos canais de contato

Fale com a prefeitura


  • Rua Benjamin Constant, 429 - Centro
  • Contato (55) 3331-8200
  • Horário de atendimento: De segunda à sexta das 8h30 às 11h30 e 13h30 às 17h.