Prefeitura de Ijuí sugere parcelamento de dívida ativa para evitar execução judicial


Prefeitura de Ijuí sugere parcelamento de dívida ativa para evitar execução judicial

Os contribuintes com débitos inscritos em Dívida Ativa, na Prefeitura de Ijuí, sejam de IPTU, de ISS ou de outros tributos, serão encaminhados para a execução judicial.

Prefeitura de Ijuí sugere parcelamento de dívida ativa para evitar execução judicial

Esses contribuintes ainda podem evitar a execução judicial, efetuando o pagamento a vista ou fazendo o parcelamento dos débitos. Conforme informações da Secretaria Municipal da Fazenda, os valores em aberto podem ser parcelados com entrada de 10% e o saldo em até 47 vezes, com parcela mínima de R$ 45. Já os débitos em execução judicial exigem entrada de 20%, sem contar que nesses casos o contribuinte tem ainda despesas com honorários advocatícios e custas judiciais do processo, que chegam a cerca de 20% do valor do débito. “Se o contribuinte optar em vir até a Prefeitura e fazer o parcelamento dos seus débitos, esses acréscimos são evitados”, ressalta o coordenador de Cadastros e Tributos Airton de Moura.

Para a solicitação de parcelamento ou para buscar mais informações sobre as dívidas o contribuinte deve procurar o atendimento na Secretaria da Fazenda, no prédio principal da Prefeitura de Ijuí, de segunda a sexta-feira, das 8h30 às 11h30 e das 13h30 às 17h.


Veja nossos canais de contato

Fale com a prefeitura


  • Rua Benjamin Constant, 429 - Centro
  • Contato (55) 3331-8200
  • Horário de atendimento: De segunda à sexta das 8h30 às 11h30 e 13h30 às 17h.