Seminário joga luz sobre possibilidades da sustentabilidade energética agrourbana

Evento realizado na Casa do Produtor no Parque de Exposições na tarde desta sexta-feira,13, reuniu representantes da Associação Brasileira de Biogás e Metano, parlamentar e representantes de instituições financiadoras


Seminário joga luz sobre possibilidades da sustentabilidade energética agrourbana

Três palestras e uma mesa redonda! Essa foi a estratégia montada pelo Conselho de Consumidores de Energia do Departamento Municipal de Energia (Demei) e pela Associação Brasileira de Biogás e Metano, realizadores do evento, para aprofundar o debate sobre as possibilidades oferecidas para se alcançar a sustentabilidade energética. No ato de abertura, participaram da mesa os gestores dos principais organismos locais do setor: Demei, Secretaria Municipal de Meio Ambiente(SMMA) e Departamento Municipal de Águas e Energia (Demasi) e a deputada estadual Zilá Breitenbach que vem trabalhando projetos de lei nessa área.

Ao dar as boas-vindas aos presentes presidente do Conselho de Consumidores de Energia do Demei, Jandir Gottschefski, destacou a importância do momento para que Ijuí, que tem geração própria de energia, comece a refletir sobre os diferentes potenciais energéticos. Nas mesmas linhas seguiram os demais posicionamentos: todos destacando os grandes potenciais de fontes alternativas de energia, avaliando o que existe hoje e, principalmente, acenando com perspectiva de execução de empreendimentos, vantagens, desvantagens, mercado, etc.

O diretor-presidente do Demei, Rubem Härter, parabenizou o Conselho pela iniciativa e disse do objetivo da fortalecer cada vez mais os laços para a realização de um trabalho de parceria. “Não queremos que o conselho deixe de ser fiscalizador que é sua função principal, mas desejamos construir e fortalecer uma relação de parceria”, reiterou.

Já a deputada Zila Breitenbach, discorreu acerca dos avanços que vem obtendo com vistas à apresentação de um projeto na área de produção alternativa de energia, a partir de uma visita realizada a Alemanha. De acordo com ela, a proposta já está pronta e será encaminhada ao governador do Estado e, também, será discutida com a sociedade gaúcha. “A primeira audiência pública será em Santa Rosa. Mas também faremos aqui para discutir com a sociedade ijuiense”, assegurou.

O desenvolvimento sustentável, de acordo com o presidente da Associação Brasileira de Biogás e Metano, Mario Coelho,  preserva em todos os seus três pilares - econômico, social e ambiental – o direito de todos à qualidade de vida. “A produção de biogás permite a produção de alimentos como alternativa”, disse, sem falar na alta capacidade de geração de emprego e renda. Ele foi o responsável pela primeira palestra da tarde que tratou sobre Geração de energia a partir de culturas de inverno e verão e resíduos orgânicos.

Na sequência, o presidente do Capítulo de São Paulo da Associação Brasileira de Biogás e Metano, José Sorge, abordou o tema: Comercialização de energia – biogás. Falou sobre a situação atual da distribuição de energia no Brasil e no Rio Grande do Sul e as perspectivas de mercado.

Segundo Sorge, o mercado de energia elétrica tem dois ambientes de negócios: “O mercado cativo e o mercado livre”, apontou, destacando outras possibilidades e, especialmente, as vantagens competitivas do biogás. “Os projetos com biogás podem proporcionar preços melhores aos consumidores”, assegurou. O que pode torna-los mais atraentes em relação aos de geração eólica, por exemplo.

Na terceira palestra, a engenheira química do Demasi, Joice Oliveira abordou o tema: Geração e caracterização dos resíduos sólidos domiciliares em Ijuí, detalhou o atual sistema de gestão e, também, apontou alguns desafios que, na visão dela, precisam ser vencidos.

Por fim, aconteceu a Mesa-Redonda com a participação dos palestrantes, da deputada Zilá Breitenbach e do gerente de planejamento do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul, Alexander Nunes Leitzke.


Veja nossos canais de contato

Fale com a prefeitura


  • Rua Benjamin Constant, 429 - Centro
  • Contato (55) 3331-8200
  • Horário de atendimento: De segunda à sexta das 8h30 às 11h30 e 13h30 às 17h.